101691 entrevistas criadas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Entrevista a:

Gustavo Guanabara [guanabara] 


TECNOLOGIA
Qual é sua posição profissional? Com que tecnologia você trabalha?
Sou professor universitário e de cursos técnicos. Também trabalho com mídias digitais e produzo conteúdo educacional com foco na Internet. Também sou autor conteudista de uma revista nacional chamada TIdigital e escrevi o Livro do Blog Guanabara.info
Algum endereço web onde possamos ver mais sobre você?
www.guanabara.info www.topblog.com.br www.vab.com.br www.comocriarmeusite.com.br www.revistatidigital.com.br
Você se considera um geek? Como nasceu seu interesse profissional pela tecnologia?
Geek não é um rótulo, é um estado de espírito. Me descobri geek no exato momento quando percebi que não vivo sem tecnologia, e não poupo esforços para ter as mais recentes em minhas mãos. Tudo começou quando eu tinha 13 anos e ganhei meu primeiro computador, um PC AT 286.
Você é dos que quebravam um brinquedo para ver como funcionava por dentro?
Faço isso até hoje. Compro um notebook novo e desmonto o velho só pra ver como é tudo por dentro. Sou um verdadeiro apaixonado por entender como as coisas funcionam, pois sem questionamentos não existe uma resposta.
Como você descreveria a emoção que iniciar-se em uma nova tecnologia produz?
Recorro a Wikipédia e crio uma descrição adaptada do verbete orgasmo: "Caracterizado por intenso prazer físico, controlado pelo sistema nervoso autônomo, acompanhado por ciclos de rápidas contrações musculares, sendo frequentemente associados a outras ações involuntárias, como uma sensação geral de euforia e, com freqüência, vocalizações." Acho que isso descreve bem...
No campo em que você trabalha, qual é a tendência tecnológica mais forte que vem?
A tecnologia muda todos os dias. Quem sabe um dia o iPhone vai ser o pior celular, a Apple vai abrir falência, a Microsoft vai começar a fabricar eletrodomésticos e a Xerox nunca mais fabrique nada que tire cópias. Não me atrevo a escrever algo aqui que fique velho em uma semana.
Que fatores devem ser tidos em conta para dar conselho em um investimento tecnológico?
Invista em algo inovador, uma ideia que nunca jamais tenha sido sequer imaginada. Coloque sua vida e boa parte do seu tempo nisso, para fazer tudo dar certo. O sucesso virá com certeza.
As empresas esbanjam muito dinheiro em tecnologia mal comprada?
Diariamente. Tanto empresa quanto pessoas. Todos nós somos campeões em comprar aquilo que nunca precisamos e fazemos o pior uso possível disso. A solução para isso é parar de comprar? Fácil dizer...
Que marcas ou empresas de seu entorno profissional você costuma recomendar com maior confiança?
Toda e qualquer marca que acredite que o mais importante do mundo não é o seu produto, e sim o efeito que ele vai criar nas pessoas. O ser humano gosta de se sentir acolhido e importante, e qualquer empresa que considera o seu cliente a coisa mais importante do mundo merece todos os meus elogios. Não vou transformar essa resposta em uma grande propaganda em rede mundial, prefiro parar por aqui.
Como se combinam criatividade e método para resolver problemas tecnológicos?
Ter apenas criatividade e não conhecer métodos de concretização de idéias é tão inútil quanto percorrer o caminho inverso da sentença. Saber um pouco sobre tudo é se transformar em um "oceano de sabedoria com apenas dois dedos de profundidade". Escolha um foco e seja BOM naquilo que você faz e tente criar algo que você mesmo se sinta bem em ver, ler, acompanhar.
O que se precisa para trabalhar com tecnologia? Uma paciência especial, ou uma mente especialmente ordenada?
Ter paixão por tudo aquilo que tem um botão ON/OFF, mas sem esquecer que esse aparelho serve a um ser humano. Entender o efeito que uma determinada tecnologia gera nas pessoas é um ótimo exercício para compreender como elas ganharam nossas vidas sem que pudéssemos perceber.
A pressão impede você de se concentrar ou ao contrário, é um estímulo para superar-se?
Eu só funciono sob pressão. Quando estou de férias e percebo que tenho tempo livre, passo a utilizá-lo da maneira mais desorganizada. Por outro lado, quando estou com o tempo apertado, produzo muito mais e com muito mais qualidade. Vai entender...
Além do trabalho, que outras tecnologias lhe interessam em nível pessoal?
Fotografia, games e automóveis.
Seus gadgets favoritos?... se você se perder, a que loja há que ir procurá-lo?
Eu adoro verdadeiramente tudo aquilo que conquistei com os anos de trabalho. No meu top 10 atual, apontaria o iPhone 3GS, Nintendo DS, XBox360, GPS e MacBook Pro. Eu não gosto de comprar nada aqui no Brasil, pois os impostos e a safadeza alheia consomem meu dinheiro.
As crianças e adolescentes de hoje em dia estão tecnificados demais? A tecnologia se torna um vício?
Se essa tecnologia for utilizada de forma descontrolada e sem um objetivo específico, nossos jovens tendem a se tornar verdadeiros imbecilóides. Ficar 15 horas na Internet sem aprender um conceito sequer é uma perda de tempo, e a rede deve ser utilizada como canal para novas experiências. Sem alienação!
O que é mais difícil: entender-se com as máquinas ou com as pessoas?
Máquinas são simples, se compreendidas tiramos o melhor proveito, quando apresentam defeitos, concertamos ou trocamos. Pessoas não são assim, devemos aproveitar o que há de bom e nos adaptar aos defeitos. Mas uma não substitui a outra, de maneira alguma.
Com que freqüência lhe acontece de ser bombeiro[a], ir solucionar um problema urgente fora de horário?
A minha vida é uma eterna correria. Para que eu me torne um "bombeiro", falta apenas o uniforme e o caminhão vermelho. O resto eu já vivo... Deliciosa correria!
Faça-se de futurólogo, como será a tecnologia de seu setor daqui a 20 anos?
Processadores vão ganhar equipamentos nunca antes imaginados e o controle sobre a vida vai ser mais simplificado. É importante criar máquinas que nos substituam em nossas tarefas diárias. Não para nos fazer ganhar menos, mas para nos fazer ter mais tempo para as coisas mais importantes.
Você costuma assistir a eventos, feiras ou convenções relacionadas a seu setor?
Sempre que possível. A partir do momento em que você participa de vários eventos, começa a perceber que as ideias se repetem bastante. Porém, o que mais importa não é o que as pessoas "ilustres" falam em eventos. O que é mais proveitoso é o networking, conhecer novas pessoas é a melhor recompensa ao se viajar para longe e participar de eventos.
Que desafio profissional você gostaria de abordar neste momento?
Educar utilizando meios digitais. A Internet está se tornando uma grande lixeira quando não sabemos utilizar os recursos atuais, principalmente o de redes sociais. Meu grande desafio hoje em dia é tentar criar uma comunidade de convivência em que as pessoas participantes sintam-se bem em aprender, e que isso deixe de ser alguma coisa chata.
Aonde vai sua carreira profissional? O que você se imagina fazendo daqui a cinco anos?
Acredito que a partir de agora, não há limites. Daqui a cinco anos, me vejo como um homem beirando os 40 anos e cheio de realizações. Não espero nada mais que isso.
Que revistas, fóruns ou websites você freqüenta para manter-se em dia sobre tecnologia?
Guanabara.info, o que mais? ;-)
O que você aconselha a essas pessoas reticentes a adotar as novas tecnologias?
Ainda existe esse tipo de gente? Se isso for verdade, boa sorte em uma vida sem telefones, automóveis, televisão e comunicação.
 

6766 visitas

Whohub
[guanabara]
Gustavo Guanabara
Rio de Janeiro - Brasil


[guanabara] Gustavo Guanabara

Faça-me uma pergunta, comentário ou peça-me opinião sobre algo:

 
 




© Gustavo Guanabara
Endereço web desta entrevista:http://www.whohub.com/guanabara

CONVIDA OS AMIGOS    Sobre Whohub  Normas de uso  FAQ  Sitemap  Buscar  Quem está online  EMPREGOS