100740 entrevistas criadas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 





Que tipo de leitura ativa sua vontade de escrever?
 
Whohub


A maior parte do tempo o que me inspira são os romances, gosto de historias, ficção. Sempre me chamou a atenção. 


Livros mais profundos que, assim como transcrevem uma história muitas vezes interessantes, também injetam idéias e mexem com os sentimentos dos leitores. Quando me emociono com algum livro, vou logo transcrever isso pro papel. 


Exatamente esta que perguntou; a leitura ativa, anelante que me prenda. Gosto dos livros do Paulo Coelho, do Kafka, do Proust, Flaubert, Hermann Hesse, Lispector. As vezes, no intento de relaxar a mente, leio Drummond, Fernando Pessoa... Todavia, sempre que estou envolvido com algum texto meu, evito ler outros livros; assim fico menos passivo de repetir o estilo, as expressões e a semântica de outros autores. 


Por incrível que pareça livros românticos com finais felizes me inspiram bastante, eu tento imaginar algo triste para o final e simplesmente escrevo a minha história. 


Crônicas e críticas, geralmente são estas que me inspiram. 


Romance 


Os que tratam de filosofia e ciências, estranhamente. A literatura me faz querer ler, mas não escrever. Lendo sobre assuntos específicos, me ocorrem idéias para literatura. 


Na maior parte das vezes, crônicas (contemporâneas). Quando leio Antonio Parata, Mario Prata e coisas do gênero penso "puxa, eu queria escrever assim", então acabo sentando e tentando escrever. Mas Clarice Lispector é minha musa maior. Uma simples frase dela é capaz de despertar um turbilhão aqui dentro, que jorra através dos dedos. 


Não tem uma especifica. Desde que seja interessante o sulficiente, qualquer leitura ativa a minha vontade de escrever. 


Aventura e romance. 


Na maioria das vezes, romance, independente da forma que é apresentada. Além de achar que, na maioria das vezes, amor é o que falta de sentimento no mundo (ou é o sentimento que a maior parte das pessoas fingem não ter), pra mim é o que mais traz inspiração, possibilidades, pontos de vista sobre o que é válido ou não quando se está com alguém. Fora que as coisas parecem possuir um tom especial quando envolve toda complexidade humana. 


Humor de boa qualidade. 


Contos de terror. Como já disse anteriormente, eu tenho uma afeição especial por eles. Tá, eu confesso: EU OS AMO! Eu gosto muito de escrever sobre eles também e, quando ouço um que seja bom (pelo menos, bom pra mim) e que me deixa com aquele medinho leve, eu sinto vontade de escrever um melhor, que assuste mais, que seja mais misterioso, que tenha o que o outro não tem. Amo esses assuntos, coisas sobrenaturais e coisa e tal, então, nada melhor do que escrever sobre eles. E, se tratando de contos de terror, minha criatividade se torna uma "Super-criatividade". 


Crônicas, romances também. 



| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 |
<< ANTERIORES  SEGUINTES >>
 




      CONVIDA OS AMIGOS    Sobre Whohub  Normas de uso  FAQ  Sitemap  Buscar  Quem está online  EMPREGOS