100576 entrevistas criadas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 





Você costuma fotografar com um propósito em mente, ou se deixa levar mais pelas oportunidades que surgem?
 
Whohub


Tem as duas coisas... mas geralmente os melhores resultados vêem quando me deixo levar pela oportunidades que surgem. Acho até que pela naturalidade...
Mas é preciso ser capaz de se fotografar com propósito também... é sempre mais desafiador pra mim.
 


pelo vicio.... 


Geralmente com um propósito definido. 


Isso é o que difere um bom fotógrafo de um fotógrafo mediano concorda?? tenho meus temas mas com certeza aceito opiniões e o mai simportante, deixo o clima e o que me envove a ajudar a criar uma atmosfera amigável para poder me inspirar á fazer um trabalho cada vez melhor. 


A proposição ou a falta dela dependem do que será fotografado; normalmente são oportunidades que surgem. 


Na verdade, os dois casos. 


Depende. Se for em estúdio, tenho uma ideia prévia daquilo que pretendo. Mas nunca sai como a mente imagina, por vezes sai melhor, outras vezes nem por isso. Os modelos são também, muitas vezes, agradáveis surpresas que melhoram e muito as imagens.
Na rua, em ambiente urbano, não tenho qualquer ideia prévia. A única previsão que pode ser feita tem a ver com o local escolhido. Nada mais.
 


Já fui de um tempo em que pensávamos muito em termos do custo da fotografia, tipo os negativos e filmes e seus preços, então na ampliação, era norma o dilema... o que vamos dá vida, ampliar, o que não vamos.
Felizmente com a tecnologia digital não temos mais esses problemas de quantidade de exposições, tudo será visto, de forma limpa e sem supérfluo, editamos as imagens sem marcas na paisagem, sem químico, num micro qualquer de boa tela.
Para se ter uma idéia eu tinha rolos inteiros de negativos que a ampliação tradicional nunca alcançou, lá guardados, com um tempo extra eles estão virando imagens palpáveis. Vindo para a luz da leitura. O engraçado é que as vezes estou fazendo um retrato de um cliente e sem querer começo a pensar por instantes em termos de cromos e filmes e a ser cuidadoso e mesquinho como antigamente, de repente me toco e... podemos, com cartões de memória, ser muito fartos numa seção de fotos...
 


Com certeza, se deixar levar por outras perspectivas, quando surgem, é a coisa mais sensata que o fotógrafo pode fazer ao apontar a sua objetiva para um tema ja elaborado, é lógico que quando temos uma idéia de como ira ser feita a foto ou todo o trabalho artístico, ficamos mais confortados e seguros, no entanto acabamos também nos tornando menos criativos e pouco criticos sobre uma interpretação do visual, mesmo por que, seremos sempre surpreendidos por nossos própios olhos. 


Ja saio de casa com algo em mente mas fico sempre atento as oportunidades. Para mim fotografar é sinonimo de caçar imagens. Na fotografia comercial a gente constroi imagens. Eu gosto mais é de descobrir. 


Com um propósito, mas as vezes o tema muda. Posso sair para fotografar barcos e ser surpeendida por besouros ou pedras. 


As oportunidades que são imperdíveis me oferecem bons assuntos fotográficos. 


A fotografia é uma necessidade. Como respirar.
E é uma purga.
Descarrego todas as minhas frustrações nela.
Mas também todas as minhas alegrias
 


Mais uma vez depende do tema, se for arquitetura, tenho um propósito em mente, se for um tema livre mantenho minha mente concentrada mas livre. 


depende da foto 



| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 |
<< ANTERIORES  SEGUINTES >>
 




      CONVIDA OS AMIGOS    Sobre Whohub  Normas de uso  FAQ  Sitemap  Buscar  Quem está online  EMPREGOS