100713 entrevistas criadas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



POLITICA

Os delitos consensuais como drogas ou prostituição devem ser legalizados?
 
Whohub


Se isso acontecer o mundo vira bagunça. 


A prostituição não é crime, segundo o Código Penal Brasileiro art. 230, o crime é o rufianismo que é tirar proveito da prostituição alheia. Eu acho que criminalização não resolve problema, acho que a prostituição é uma prática que deveria ser regulamentada, até para que aproveitadores aliciem pessoas para esse tipo de trabalho. Em relação as drogas, acredito que o Estado deva atuar com políticas de prevenção e tratamento de usuários. A criminalização da droga só aumenta o tráfico. O Estado que coloca o problema das drogas na agenda política, poderá regulamentar o uso, as substâncias e poderá exigir impostos da droga, que poderão ser revertidos em investimentos na saúde. A droga é um problema social, e não de segurança. Quem quiser saber mais sobre o tema pode ler o caderno "Políticas de drogas: Avanços e retrocessos" que está na página do Conseg: http://www.conseg.gov.br/index.php?option=com_docman&Itemid=303 


A prostituição talvez, já que também é considerado emprego. Em relação as drogas, acredito que é um assunto muito delicado, pois temos prós e contras profundos caso sejam legalizadas. 


O ilegal é menos ilegal quando liberalizado e até legalizado. 


Tudo é relativo. Eu acho que a maconha, que é a mais "leve" das drogas, a qual é impossível ter um caso de overdose (isso é cientificamente provado), e é menos prejudicial a saúde do que drogas legalizadas como o álcool e o tabaco, deve sim ser legalizadas. [PRA QUEM ACHA QUE SOU MACONHEIRA, DIGO-LHES: SOU USUÁRIA SÓ DAS DROGAS LEGALIZADAS, CIGARRO E ÁLCOOL]. Acho que a ilegalidade de uma droga tão popular apenas contribuem para a existência e aumento do tráfico de drogas, que mata milhares de jovens e adultos anualmente. Assim também penso da prostituição: ela existe, vai continuar existindo, é a profissão mais antiga da sociedade e não tem porque ser ilegal. O fato de ser ilegal apenas alimenta as injustiças que acontecem com essas mulheres, que são seres humanos e muitas vezes se obrigam a trabalhar nessa profissão por problemas financeiros e dificuldade de arrumar emprego. 


Jamais! 


Primeiramente devemos nos perguntar porque tais práticas são chamadas de delitos? Me ocorre que só são chamadas de delitos porque não são legalizadas, ou seja, estas e outras práticas na sociedade foram "criminalizadas" o que não gerou nenhuma solução para os problemas sociais, e ao contrario contribuiu para aumentar a exploração do sexo e do consumo de drogas, e ainda mais tornou-se uma forma de alimentar a "hipocrisia da sociedade" fingindo que os problemas não existem porque não são assumidos, porque são práticas ilegais. Assim, defendo a legalização dessas e outras práticas, para que possamos assumir o problema que temos, acabar com a margem de lucro que é gerado em torno deles, e encontrar uma solução para que o sujeito seja sempre o favorecido e valorizado na nossa sociedade. Também defendo a retirada de todos os estigmas que são gerados em torno disso muitas vezes sendo tratados como problemas de saúde, moral ou polícia. Na verdade este é um problema econômico porque gera lucros, e os políticos elegidos pelo capital não se voltará contra quem os elegeu. 


enquanto não concertarem os erros e revisarem a constituição brasileira e suas leis, não deveria ser legalizado. 


Legalizar estes delitos, seria confirmar estar de acordo com a perda de valores culturais que se sentem. As drogas e a prostituição são atitudes só pensáveis num País que colapsou quanto a esta temática. 


Em primeiro lugar é preciso definir que tipo de drogas, pois o álcool é uma droga lícita. Bem como, a prostituição nunca foi um ilícito, apenas a exploração da prostituição infantil. 


A prostituição já é legalizada e eu sou a favor, afinal, trata-se da venda do corpo como força de trabalho, assim como nas outras profissões. Quanto à legalização das drogas, essa questão é mais delicada. Sou a favor da legalização da maconha, pois seus malefícios são muito menores do que muitas drogas já legalizadas; além disso, as pessoas devem ser livres para escolher o que fazer do seu corpo -desde que não interfiram no próximo. Já sobre as drogas "mais pesadas", estas não deveriam ser legalizadas pois não se trata apenas em atingir o indivíduo que a utiliza, pois este tende a praticar atos que afetam a moral e os direitos do próximo. Em contrapartida, o mesmo acontece com o álcool, talvez em menor escala, e este é liberado. Seria uma contradição, portanto, se não houvesse medidas de punição ao uso do álcool, mas há (Lei Seca e etc). 


Nenhuma nação que se preze deveria sequer debater tamanho absurdo. 



| 1 | 2 | 3 | 4 |
<< ANTERIORES  SEGUINTES >>
 




      CONVIDA OS AMIGOS    Sobre Whohub  Normas de uso  FAQ  Sitemap  Buscar  Quem está online  EMPREGOS